Figo da Índia

Figo da Índia

As sebes com os catos de figueira-da-índia (Opuntia ficus-indica) eram utilizadas tradicionalmente pelos agricultores para manter os animais selvagens afastados dos pastos. A figueira-da-Índia tem um fruto delicioso de cor amarela, laranja ou vermelha. O seu sabor assemelha-se ao da pera e por isso o seu fruto é também designado de pera espinhosa. A sua ingestão é especialmente agradável durante o verão por ser refrescante. De destacar as suas propriedades antioxidantes e os seus efeitos benéficos para a saúde. O Figo da Índia do Alentejo, com produção biológica certificada, é oferecido como uma fruta fresca, mas é também utilizado na confeção de diferentes produtos, como compotas, geleias, bebidas destiladas, licores, produtos dietéticos, sorvetes, iogurtes e óleos produzidos a partir das sementes (para a indústria cosmética, entre outras).

Ver folheto

Ver ficha técnica - Opuntia Ficus Indica

Ver ficha técnica - Prickly pear seed oil

 

FICHA TÉCNICA

A figueira-da-índia ou piteira (Opuntiaficus-indica)é um cato suculento de porte arbustivo, originário do México que cresce de forma silvestre nas regiões semiáridas do mundo. A sua alta tolerância à seca e a sua multiplicidade de aproveitamento tem vindo a promover um incremento na área dedicada a esta cultura em Portugal e no mundo.

Considerando os seus múltiplos aproveitamentos, quem tiver interesse de explorar este recurso deverá de definir primeiro o produto a aproveitar, podendo ser um ou vários dos seguintes:

- Palma ouCladódios: consumo humano ou ração animal, combustível, mobiliário, cosmética, construção civil e farmacêutica;

- Flor: farmacêutica;

- Fruto: consumo humano e potencial medicinal;

- Sementes: para produção de óleo vegetal para a indústria da cosmética e farmacêutica;

- Raízes: farmacêutica.

 

Produção

Para produzir poderá aproveitar as manchas espontâneas de figueiras da índia que abundam pelas zonas rurais de Portugal,melhoradas através de podas, rega em época estival e aplicação de suplementos para o solo.

Ou poderá instalar um pomar utilizando o material vegetal de espécies espontâneas ou adquiri-las fora ou dentro do país e incrementar assim a rentabilidade da atividade. Nesse caso, será importante considerar os seguintes pontos, e se o vosso interesse for a produção de fruto:

Desenho da plantação

  • Quantidade de cladódios a instalar: a continuação apresentam-se diferentes opções de desenho da plantação. Cada uma destas opções envolve diferenças na densidade do pomar, produtividade, custe em plantas, sistema de rega e mão-de-obra, além de diferente custe e tempo durante a manutenção do pomar, fatores que devem de ser tidos em consideração à hora de escolher.

Compasso de plantação

Nº covas/ha

Nº cladódios/ cova

Nº cladódios/ ha

6 x 3mt

528

1

528

6 x 2 mt

800

2

1.600

6 x 5 mt

320

3

960

6 x 6 mt

256

4

1.024

  • Palmas orientadas ao sul para aproveitar ao máximo a exposição solar;
  • Dimensão: sugere-se uma extensão média de 5 hectares;
  • Modo de produção: a certificação biológica permite a entrada a um mercado diferenciador, principalmente para os países da europa.

Instalação

  • Mão-de-obra: a abertura de cova, incorporação de composto e plantação de1 hectare por uma equipa de dois elementos demora entre dois a três dias, segundo a quantidade de cladódios por cova e as características do terreno;
  • Sistema de rega: instalação de um sistema de rega gota-a-gota a utilizar nos meses de verão (aproximadamente 2-3 lt./planta, dependendo das condições climatéricas do local) e assim evitar a diminuição do ritmo de crescimento. Deve de ser retirada a rega um mês antes da altura de colheita para não alterar a qualidade do fruto;
  • Variedades: cada variedade apresenta um potencial diferente em mercados específicos, sendo que muitas vezes a sua venda em grandes superfícies é de forma indiferenciada.

 

Manutenção

  • A manutenção dos pomares de figo da índia consiste na rega durante os verões, podas durante a Primavera e na incorporação anual de composto;
  • Considera-se que o ótimo de produção é atingido entre o 5º e o 6º ano da plantação, altura que a colheita atingirá a sua maior expressão, decorrendo entre os meses de agosto e setembro, segundo o local de instalação do pomar;
  • Apesar que a produção esta fortemente determinada pela manutenção, sanidade dos cladódios, ataque da fauna etc. pode-se estimar que a produção de 1 hectare é de aproximadamente 15 toneladas de fruto.

 

Financiamento

Para apoios ligados à instalação de pomares de figo da índia consultar o Programa de Desenvolvimento Rural - PDR 2020, nomeadamente a medida 3 “Valorização da produção agrícola” Ação 3.2 Investimento na exploração agrícola. Para projetos de transformação pode consultar a operação 3.3.2 Pequenos investimentos de transformação e comercialização de produtos agrícolas

https://balcao.pdr-2020.pt

Mercados

O mercado nacional para este fruto é ainda incipiente, sendo mais frequente vê-lo nos mercados próximos às áreas de produção.

No mundo a palma de figo-da-índia é frequentemente consumida no México. O óleo das sementes de figo-da-índia esta a ser crescentemente cotizado na industria cosmética, sendo na atualidade o óleo mais caro do mercado. O fruto consome-se fortemente no México, sul américa e norte da áfrica; na europa os principais consumidores são os imigrantes do norte da áfrica.

De qualquer forma tem-se evidenciado um aumento no interesse pelos frutos exóticos nos países com maior poder adquisitivo o que é um indicador positivo para o crescimento do mercado europeu para o figo-da-índia.

Principais Agentes Nacionais

Apoio à organização, produção e divulgação da fileira

  • Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM)

www.adpm.pt

  • APROFIP: Associação que tem como fim o apoio técnico e jurídico para aos seus associados.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

  • Confraria gastronómica do figo e da figueira-da-índia: criada para divulgar, promover e apoiar tudo o que envolva a Figueira-da-índia e os seus derivados.

www.cgfi-confraria.pt

  • ExoticFruits New Flavors, C.R.L.: Cooperativa de produtores de figo da índia e outras frutas frescas exóticas, que tem como objetivo a promoção e comercialização da produção dos associados.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Principais empresas ligadas à produção, transformação e comercialização de Figo da Índia:

  • CactusExtractus: Empresa de produção de polpa de figo da índia e óleo das sementes, 100% nacional e certificados em modo de produção biológicos.

www.cactusextractus.com

  • Cactácea Sesimbra: empresa de produção de figo da índia.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Sobremesa da Vida: empresa agrícola para a produção de figos da índia.

www.sobremesadavida.com

  • Doces Candeias, Lda.: Empresa de transformação, disponibiliza também serviços para a criação de marca, produtos e embalagens.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

  • Aromas do Valado: empresa de produção de higiene pessoal, alguns deles com base no figo da índia.

www.aromasdovalado.com

  • Va Opuntia: empresa de produção de figo da índia e produtores do pastel de nata de figo da índia sem ovos.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Empresas de comercialização de maquinarias

  • Gramaser: máquina escovadora de figos da índia.

gramaserportugal.blogspot.pt

  • Cactuslineafinomaq: máquina para a remoção de espinhas de figos da índia em seco.

www.afinomaq.pt

  • AGRIMAT: máquinas de limpeza, remoção de espinhas, calibragem, embalagem, separação de polpa e sementese pressa para a extração do óleo.

Representante em Portugal Ambra Zotti ( Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. )

www.agrimat.it