Medronho

Medronho

O medronheiro é um elemento importante desta paisagem única. Em combinação com o sobreiro forma o ambiente ideal para o desenvolvimento de diversas espécies silvestres como a murta, a esteva, o estevão, as urzes, e muitas ervas aromáticas e medicinais e cogumelos silvestres comestíveis e muitas espécies de fauna raras e com interesse para a conservação.

O fruto do medronheiro - medronho - é colhido em outubro e novembro, sendo tradicionalmente utilizado para produzir aguardente de medronho. A certificação biológica do medronho é feita a partir de frutos recolhidos pelos produtores locais. O medronho apresenta inúmeras potencialidades para além da tradicional destilação para aguardente, em fresco, em seco acresce-se como um produto com grande potencial inovador no mercado atual. Esta tarefa da colheita é realizada à mão e o processamento é realizado em pequena escala (destilarias), sem aditivos, para que se consiga um sabor perfeito.

Ver folheto

Ver ficha técncia - Arbutus Unedo L.

 

FICHA TÉCNICA

  1. O medronheiro  (Arbutusunedo L) é uma árvore frutífera e ornamental da família Ericaceae.  É uma planta nativa da região mediterrânica e Europa Ocidental podendo ser encontrada tanto a norte como a oeste da França e Irlanda. O seu fruto é denominado medronho. Em Portugal, pode ser encontrado por todo o país, mas a maior concentração ocorre nas serras do Caldeirão e Monchique.  

É um arbusto que pode atingir os dez a doze metros, apresenta a copa densa e arredondada, sobretudo numa fase inicial de desenvolvimento.O fruto é globoso, granuloso, verrugoso, de cor amarelada e por fim avermelhada quando maduro, sendo comestível.

Paraexplorar este recurso deverá definir o produto a aproveitar, podendo ser um ou vários dos seguintes:

Fruto fresco:

  • Um medronheiro pode produzir excecionalmente uma arroba (15 Kg) de fruto por ano, ficando em média entre os 7 e os 9 Kg;
  • O fruto para ser comercializado fresco pode ser objeto de processos de conservação ou ser incorporado na indústria alimentar através de diversas transformações que potenciem o seu sabor e textura.

Aguardente:

  • A apanha e respetivo transporte do medronho até à adega representamcerca de 56% do valor de produção;
  • Uma arroba de fruto é necessária para produzir 1,5 a 2 litros de aguardente;
  • Preços variam entre os 7,5 e os 20€/lt.dependendo do estatuto do comprador (particular ou intermediário), da zona onde foi produzida e se dispões de certificação de Modo Biológico;
  • Segundo os dados da Direção Regional de Agricultura, no Alentejo existem 7 e no Algarve 76 produtores legalizados.

Ramos:

Existe um aumento da procura de rama verde para ornamentação.

Outra característica do medronheiro é o seu interesse do ponto de vista apícola, devido à abundância da sua floração. A sua madeira que constitui um excelente combustívele é boa para tornear.Os ramos mais jovens são utilizados em cestaria, as folhas podem servir para forragem e as folhas conjuntamente com as cascas podem ser utilizadas na indústria de curtumes.

As técnicas de Instalaçãomedronheiro a solos xistosos, com declives compreendidos entre os 15 e 35%,sugerem um compasso de 6 x 4 mt ou 7 x 3 mt com as seguintes lavouras:

1) Gradagem ou corta matos + subsolagem

2) Gradagem ou corta matos+ripagem+vala e cômoro

3) Gradagem ou corta matos+ripagem

No caso de terrenos com declives inferiores a 15%, sugere-se um compasso de 5x5 mte:

1) Gradagem ou corta matos + subsolagem

2) Lavoura contínua + gradagem de destorroamento

O melhoramento do medronheiro é decisivo para alcanças as características fenotípicasmais ajustadas às necessidades do mercado, neste sentido várias entidades de investigação estão a trabalhar para desenvolver técnicas de melhoramento.

Agentes da fileira

  • Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM)

Assegura aconselhamento técnico, para além de fomentar a investigação aplicada ao sector e coordena o processo de Valorização dos Recursos silvestres do Mediterrâneo, que tem vindo a desenvolver diversas campanhas de promoção do medronho a nível nacional e internacional.

www.adpm.pt

  • Centro de Excelência para a Valorização dos Recursos Mediterrânicos (CEVRM)

Assegura aconselhamento técnico, com a valência da concentração da oferta e respetivo escoamento, para além de fomentar a investigação aplicada ao sector.

www.cevrm.pt

 

  • Associação de Produtores de Aguardente de Medronho do Barlavento Algarvio(APAGARBE)

Tem por objetivo, entre outros, credibilizar cada vez mais a genuidade e qualidade da aguardente de medronho produzida na serra de Monchique.

Morada: Sítio do Pé da Cruz (Ed. Coopachique),8550-328, Monchique.

  • Confraria Gastronómica do medronho

A confraria tem por objeto a prossecução em geral de todas as atividades, para a conservação do medronheiro e em particular: o incremento de ações de produção, transformação e comercialização do medronho, do medronheiro e dos seus derivados.

http://confrariadomedronhomonchique.blogspot.pt/

 

  • Corte Velada Investigação

Empresa que tem por objetivo a experimentação florestal. Pretende assim, desenvolver o potencial produtivo das espécies autóctones da floresta portuguesa, estabelecendo melhores padrões de produção, através de clonagem e desenvolvimentos tecnológicos ao nível da transformação, disponibilizando-os posteriormente aos produtores.

  • Mestre cacau

Através da fusão do cacau com a aguardente de medronho e com o fruto, esta empresa tem como produtos como o chocolate negro com licor de medronho, o medronho confeitado e patê de medronho.

www.mestrecacau.pt/

 

 

Bibliografia

 

  • Estudo da Cadeia de Valor - O Medronho e outros frutos silvestres, “Ações Estratégicas para a Valorização, Promoção e Internacionalização dos Recursos Silvestres do Sul de Portugal”, CEVRM e ADPM, 2012, Almodôvar.