Plantas Aromáticas e Medicinais

Plantas Aromáticas e Medicinais

A riqueza da flora do Alentejo sempre constituiu um dos elementos fundamentais da sua paisagem, assim como dos modos de vida das populações, retirando desta riqueza os principais elementos que caracterizam a gastronomia da região assim como das suas propriedades medicinais os remédios caseiros para as curas de doenças várias. E essa riqueza tem vindo a ser comprovada por novas investigações. Um dos exemplos é o Rosmaninho-verde (Lavandula viridis), uma espécie endémica que possui um potencial considerável na medicina pelas suas propriedades antifúngicas. Estão a ser implementados estudos para investigar o potencial de outras ervas que se desenvolvem neste território único.

Atualmente produzem-se diferentes espécies mediterrânicas e algumas variedades locais. As ervas são processadas, secas ou destiladas para a produção de óleos essenciais, nas explorações agrícolas logo após a colheita, para se obter uma qualidade superior. Das principais espécies utilizadas, produzidas ou por recolha das ervas espontâneas, para a produção de óleos essenciais podemos referir os tomilhos (Thymus mastichina L. spp mastichina, Thymus vulgaris L., Thymus x citriodorus Pers.), a salva (Salvia officinalis L.), o orégão (Origanum vulgare L. spp. virens), o poejo (Mentha pulegium L.), o rosmaninho (Lavandula luisieri (Roseira)Rivas Martinez.), o rosmaninho- verde (Lavandula viridis L`Hér.), a hortelã-da-ribeira (Mentha cervina L.), a rosa brava (Rosa canina L.), o alecrim (Rosmarinus officinalis L.), a esteva (Cistus ladanifer L.), o sargaço (Cistus salvifolius L.); a arruda (Ruta graveolens L.), a segurelha (Satureja montana L.) e o funcho (Foeniculum vulgare Mill.). A produção de plantas para secagem, utiliza essencialmente espécies como a calêndula (Calendula officinalis L.) calêndula-brava Calendula arvensis L.), a erva-cidreira (Melissa officinalis L. ssp. altíssima Sibth. & Sm. Arcang), a lúcia-lima (Lippia citriodora Kunth.), o hipericão (Hypericum perforatum L.), a segurelha (Satureja montana), a erva-príncipe (Cymbopogon citratus DC. Ex Nees Stapf.), o manjericão (Ocymum basilicum L.), a manjerona (Origanum majorana L.), o funcho (Foeniculum vulgare Mill.), a macela (Helichryisum stoechas Mill.), e espécies do género Thymus sp.; Salvia sp.; Satureja sp.; Origanum sp.; Mentha sp.; Rosmarinus sp., Lavandula sp.,  já identificadas anteriormente.

Ver folheto - Óleos Essenciais

Ver folheto - Ervas Secas

Ver ficha técnica - Lavandula viridis L'Hérit

Ver ficha técnica - Helichrysum stoechas

Ver ficha técnica - Thymus mastichina