Silarca – Festival afirma o valor dos recursos micológicos

Concluída a 2ª Edição do Festival do Cogumelo e em modo de balanço a Associação de Defesa do Património de Mértola está bastante satisfeita com os resultados alcançados:

- Foram certificados cerca de 200 Kg de cogumelos na Lota micológica por especialistas da ADPM e do INIAV, os quais foram comprados a apanhadores dos concelhos de Beja, Mértola, Almodôvar e Paymogo;

- Consolidou-se o conceito de turismo micológico no Parque Biológico da Cabeça Gorda, com mais de 200 visitantes que descobriram a diversidade natural deste espaço natural, atraindo  pessoas de todo o país;

- Mais de 70 pessoas compraram cogumelos devidamente certificados, transformando uma lembrança do Festival numa refeição com sabor do melhor dos nossos recursos silvestres;

- Foram envolvidos e capacitados 15 espaços de restauração local para oferecer o melhor da terra;

Desta forma a promoção dos recursos micológicos em curso há mais de 5 anos no Baixo Alentejo está a dar frutos em termos da valorização e comercialização deste recurso. O Silarca afirma-se desta forma como um evento que acaba por ter um impacto económico, social e ambiental que ultrapassa as fronteiras de Cabeça Gorda, servindo de exemplo para outros territórios rurais e entidades.

O Silarca – Festival do Cogumelo insere-se no âmbito do projeto “Recursos Silvestres do Alentejo: da promoção das fileiras à afirmação da região” numa ampla estratégia de valorização dos recursos silvestres do Alentejo e trata-se de uma iniciativa QREN, apoiada no âmbito do INALENTEJO, com co-financiamento FEDER.